Standing Still


Um time que me impressiona temporada após temporada é o Arsenal.

Depois dos “invencíveis” eles sempre ficam no quase. Sempre capengando, perdendo clássicos e terminando em 3° e 4°. O time do “quase”, quase na Liga, quase nas Copas, quase na Champions.

Mas Wenger sobrevive. Nada de títulos. Arrancadas que permitem a equipe terminar bem o campeonato e garantir uma vaguinha na próxima Champions. E nada mais.

Pelos investimentos deveria ser exigido um pouquinho mais, estou errado?

Isso sem contar a política “jovem e barato” que Wenger parece não abrir mão.

Parece contente em terminar entre os 4 melhores e vencer o Tottenham. É um tipo de acomodação estranho, ainda mais quando o treinador fica tanto tempo num clube.

Ninguém, especialmente os torcedores, imagina o Arsenal sem Wenger. Ele deu sua cara pra equipe. Pronto. O Arsenal MUDOU depois da chegada de Wenger.

Mas isso não significa que ele deva ser eterno. Isso eu acho errado.

Mas ele vai tocando o barco. E daqui a pouco renova por mais uma temporada.

—————————————————–

Bom, depois de ficar a frente da CBF por eternos 23 anos, Adolf Teixeira sai pela porta de trás. Antes tarde do que nunca.

Mas não vai demorar muito para o pessoal perceber que Teixeira não deixou a CBF por completo. Ou talvez demore. E quando acordarem pra realidade verão que os que lá estão agora não são nada mais que marionetes do Fuhrer.

É mais do mesmo. Nada mais.

—————————————————————-

E dando uma repassada na NBA, andei vendo alguns jogos (pela metade). Pelo que vi, chuto agora que o título dificilmente sairá das mãos do Oklahoma ou Miami.

LeBron está fazendo simplesmente sua melhor temporada na NBA. A mais dominante. Ano passado ele ainda estava tímido, dividindo as atenções do Heat com Dwayne Wade. Essa temporada ele assumiu seu posto de líder da equipe e está destruindo. E quando se tem Wade e Bosh para ajudar, tudo fica mais fácil….

Já pelos lados de Oklahoma o que me chamou a atenção foi o coletivo mesmo. A equipe em si é melhor que o Miami. E ainda some as “simples” presenças de Russel Westbrook e Kevin Durant. Pronto, a receita está pronta, só falta mais consistência quando precisar decidir algo. Mas pode dar liga, e pode ser esse ano.

Fora os dois apenas o Chicago de Derrick Rose pode ameaçar essas equipes. Mas isso, claro, é apenas uma opinião. Ano passado quem apostava no Dallas, não é?

3 thoughts on “Standing Still

  1. O estilo de jogo do Arsenal, com algumas vitórias empolgantes e ofensividade esconde as fragilidades da equipe; a defesa é fraca e falta alguém mais constante para definir o jogo junto com o V.Persie; Wenger tem méritos nessa filosofia, mas cometeu erros ao demorar para contratar após a saída do Henry em 2007 e manter alguns jogadores fraquíssimos; A mudança pode ser benéfica, mas caso ele fique, tem de começar a planejar o time já para a próxima temporada e não sair como um louco a uma semana da janela de transferências fechar.

    Sobre o RT: É evidente que, basicamente, só as moscas mudaram; porém é bom lembrar também que ele caiu muito pelo embate pelo poder na FIFA na próxima eleição em 2015; Blatter certamente mexeu seus pauzinhos para que isso acontecesse; além disso a indisposição da Dilma em recebê-lo ajudou a situação dele como Governo Federal ficar meio azeda. De todo modo é uma boa notícia, mas é insuficiente para que o futebol brasileiro melhore de fato.

    Sobre a NBA: Gostei do time do Clippers, mas penso que ainda falta uma certa experiência em play-offs que o time deve adquirir esse ano, para por em prática ano que vem; acho o Lebron James com um estilo extremamente “quero ser Michael Jordan”; a própria mídia ajuda nisso; nas transmissões de jogos do Miami é quase uma câmera no jogo e outra nele; que ele joga bem isso não temos dúvida, mas ele é tão cotado para ser “o novo gênio do basquete” que muitas vezes ele joga mais para aparecer e se esquece de decidir, ter mais raça, etc. Acho o time do Bulls mais arrumadinho na defesa, mas vamos esperar como as coisas se desenham nos play-offs.

  2. O Arsenal realmente precisa de reforços. Mas eu acho mais provável é que ele se enfraqueça mais. Duvido muito que o Van Persie continue por muito tempo. E se não fossem os gols dele… Acho que estariam lutando contra o rebaixamento.

    Sobre o Ricaço Teixeira, é aquilo. Sempre teve o respaldo da FIFA e dos políticos. Acabou sem isso e preferiu gastar seus milhões em Boca Raton. Nome bem sugestivo🙂
    Mas nada vai mudar. Como disse o Alexandre antes, só uma mosca foi removida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s