Relatividade


Finalmente, depois de 6 longos anos, o Liverpool voltou a erguer uma taça.

Ok, você pode dizer, com razão, que a Taça da Liga é um torneio menor, quase que um atraso de vida para os clubes grandes e médios.

Mas, assim como quase tudo no futebol e na vida, tudo é relativo. Hoje o Liverpool pode ter dado um enorme passo de volta ao Hall dos grandes clubes europeus.

Ainda há muito a ser feito

Isso sem exagerar nada. O trabalho que tem sido feito lá pelos lados de Melwood é algo demorado e que vai levar mais um tempinho a gerar os frutos desejados. Mas o que foi feito de 13 meses pra cá já representou um grande avanço.

O que se torna mais evidente a partir do momento em que devemos considerar os simples fatos de que o Liverpool eliminou Chelsea e Manchester City para chegar a final. E em ambos os casos as equipes estavam dando importância ao torneio e ao confronto contra o Liverpool.

Para uma equipe que esteja acostumada a títulos recentemente a Copa da Liga não é lá muita coisa, isso é verdade. Para o City então, que está mais preocupado em vencer a Premier League, isso é mais latente. Mas mesmo assim Mancini colocou os titulares para encarar o Liverpool e acabou perdendo.

Se isso representou pouca coisa para o City, representou muito para os Reds. É aquela velha história do psicológico. O Liverpool tirou um peso das costas. E um peso grande.

É mais combustível para motivar os jogadores a tentar a vaga na Champions League e a buscar a vitória na FA Cup. E sempre lembrando que a vitória de hoje garantiu uma vaga na Liga Europa e o retorno aos palcos continentais mesmo se o Liverpool fracassar em seus objetivos para o fim da temporada.

Apenas traçando um paralelo com outros casos, basta lembrar que o título que impulsionou Alex Ferguson a frente do United foi uma FA Cup. E que a arrancada do Liverpool para o tetra campeonato Europeu foi dado após um título na Segunda divisão após quase uma década de ostracismo.

Por isso não existe essa história de título sem importância. É o vencedor que determina a importância para as conquistas. Hoje o Liverpool jogou tudo para ganhar o torneio menos valioso do ano.

É tudo uma questão de confiança. E, nos dias de hoje, de um pouquinho de dinheiro…

5 thoughts on “Relatividade

  1. Concordo que, quando você entra em uma competição sendo time grande, o que vale é o título; essa coisa de vaga para a Liberadores é apenas consolação; só acho que, muitos jornalistas que desprezam o estadual por aqui devem pensar que a Carling Cup vale muito mais e não acho que seja o caso; é um título, mas de menor importância que o da FA Cup e penso que incha o calendário; se fosse aqui muitos apredejariam.

    Sobre o Liverpool; que o time tem condições de reagir disso não tenho dúvida; o time joga de uma maneira que falta a muitas equipes ditas grandes; joga com raça na maioria das vezes e não desiste em um resultado adverso; o problema é que alguns gastos nessa temporada foram exagerados (Carrol, Downing, Henderson); eles tem de focar mais em gastar melhor a grana para ai sim montar um time mais confiável, que não perca tantos pontos bobos em casa e possa voltar a disputar a Premier League e a UCL.

  2. Pois é, vi a final e só gostei mesmo do Turner, zagueiro do Cardiff. Ok, foi só um jogo e posso me enganar, mas se o cara jogar sempre assim… é titular da seleção de lá. Fácil.
    O Liverpool contratou mal nos últimos tempos. Esse Carrol lembra o Loco Abreu, é um poste com cabelo comprido e barbinha. O Downing não vale nem 1/3 do que pagaram por ele. E por aí vai. Não é por acaso a atual colocação no campeonato inglês.
    A Carling Cup só vale alguma coisa se o campeão receber umas 30 caixas de cerveja. De resto…

    Outro jogo legal ontem foi o do Arsenal, 99% dependente do Van Persie. Já pensou quantos gols ele teria feito se jogasse num time melhor, tipo o CAM?😆 Poxa, depender de passe do Gervinho é dose.

  3. O que quis dizer foi exatamente que a Carling Cup não significa muito, mas pode ser usada como uma alavanca para o Liverpool. E, não significando nada, classifica o time pra uma competição europeia.
    É justamente a mentalidade ao se vencer um torneio como esse que deve ser discutida. Deve ser encarado mais como um meio e não como “O” título.
    Sobre as contratações, acho que o Carroll foi um erro enorme. Downing ainda pode jogar mais. E Henderson tem muito potencial, mas precisa evoluir bastante.

    E o jogo Arsenal e Tottenham foi sensacional. Melhor ainda ter que ouvir o pessoal da ESPN dando o jogo como perdido e o Wenger como “enforcado” antes da hora. Agora que essa vitória não mascare o quanto o Arsenal é um time fraco….vencer na base da raça igual domingo é uma vez ou outra…

  4. Não vi o jogo do Arsenal, mas é isso que vocês falaram, é um time limitado e o Wenger, em que pese ter méritos na história do clube, errou nessa coisa de valorizar muito jovens (e alguns deles limitadíssimos, estilo Djourou); claro que teve a construção do Emirates, mas ele cometeu alguns equívocos.

    Faço uma retificação em relação ao Henderson, concordo qdo vc diz que ele pode evoluir, vamos dar um crédito para ele; o Downing é um caso parecido com o do Thiago Motta; tem nome mas é um jogador apenas razoável; e sobre o Carrol o erro maior foi o valor absurdo que pagaram nele.

    Só para confirmar: Título sempre é bom, pode ser essa alavanca e para time grande mais ainda, mas tem de saber relativizar as coisas; vamos ver se o pessoal do Liverpool tem essa consciência…

  5. E o Dalglish no jogo de sábado ajudou muito o Arsenal a vencer; demorou para mexer (só entrou o Bellamy aos 40 do 2º tempo e o Carrol só entrou qdo o Liverpool tomou a virada); o jeito vai ser ganhar a FA Cup esse ano pelo visto…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s