Negócios e frustração


O mercado da NBA só abre oficialmente semana que vem, mas os times já estão fazendo suas negociações. E temos muita coisa grande prestes a acontecer. Tudo pelo simples fato que Chris Paul e Dwight Howard se tornarão “Free-Agents” ao final desta temporada. O que significa que poderão sair de seus times e assinar com qualquer outro, como fez LeBron James.

Por isso as especulações em torno de possíveis trocas antes do começo dessa temporada estão pipocando por todos os lados. NO Hornets e Orlando Magic não querem perder os jogadores. Mas se for inevitável, querem bons jogadores para compensar.

E tem muita gente interessada nos serviços de 2 dos melhores jogadores da NBA. Muito peixe grande. Informações vindas de New Orleans dão conta que o L.A.Lakers ofereceu um pacotão que incluía Lamar Odom para ter o jogador. Foi recusado. Há notícias também de que os Lakers estariam dispostos a negociar ou Andrew Bynum ou Pau Gasol para contar com Chris Paul.

E os Lakers ainda demonstram interesse em Dwight Howard também. Vale lembrar que a equipe de LA está se reformulando após ser varrida nas semi finais do ano passado. E que Phil Jackson não está mais no comando da equipe.

Ao que tudo indica os Clippers e os Knicks também aparecem como possíveis destinos de Paul ou Howard. Até mesmo o Golden State estaria com uma margem salarial que possibilitaria contratar um deles por essa temporada restante e deixá-lo como Free Agent ao fim do contrato.

Seria uma aposta de risco. Equipes como o Clippers e o GS.Warriors podem tirar proveito desse tipo de situação. E uma classificação para os playoffs poderia fazer com que o jogador assine um contrato mais duradouro. Mas é uma aposta muito grande. Eles podem perder jogadores, comprar um contrato de um jogador Free Agent e ele deixar a equipe de mãos abanando em junho próximo.

E outro fato curioso nessa história toda é que a NBA ainda é dona do New Orleans Hornets, equipe de Chris Paul. Já que ninguém apareceu para comprar a franquia, os Hornets continuam dependendo das decisões de David Stern, comissário da Liga. E indiretamente dependem das decisões dos donos de todos os times, já que estão em uma Liga.

É muito provável, dadas as circunstâncias, que Chris Paul seja negociado. Já o Orlando deve segurar o Dwight Howard e tentar uma classificação para os Playoffs e uma promessa de construir um time vencedor para a próxima temporada.

Mas há o grande risco da equipe da Flórida ficar sem sua estrela ao fim da temporada. E de acontecer algo muito parecido ao que aconteceu com Shaquille O’Neal, que deixou o Orlando e foi para os Lakers.

Mas o que acontecerá, só o tempo dirá.

——————————————-

Enquanto isso na Liga dos Campeões tivemos a eliminação dupla dos Manchesters. O City caiu num grupo dificílimo. Com sua pontuação se classificaria em 6 dos outros 7 grupos. Mas o confronto direto contra o Nápoli pesou.

Já o United deu vexame. Por mais que o Basel seja uma boa equipe, o United é um time excelente, com grandes jogadores. E pode jogar muito mais do que vem jogando. É algo psicológico mesmo.

O fato é que poderemos ter um confronto de Manchester na Liga Europa, que de uma hora pra outra ganhou dois favoritos.

E poderemos ter o gigantesco, titânico, estelar, intergalático confronto entre Basel e Apoel pelas Oitavas de final da Liga dos Campeões.

É mole?

2 thoughts on “Negócios e frustração

  1. Apoel, Basel…. Ué, cadê o povo que adora mata-mata? Acontece dessas coisas. Será que dá pra entender pq um CAMPEONATO nacional deve ser sempre por pontos corridos? Copas, torneios e tal dá pra usar o mata-mata por causa de datas e tal. Mas não pode ser só assim.

    Tô com tanta pena do SEU Cidade… Da-lhe Arsenal!!! O Van Persie é meu pastor e o gol não faltará😆

  2. Acho o sistema de equilíbrio de gastos (teto salarial) da NBA bem interessante, fazendo que aconteça bom equílbrio de forças entre as equipes. Vamos ver se o Lakers mostra vida sem o Phil Jackson e com o Mike Brown de treinador.CP3 e o Howard seriam bons reforços. O Knicks com o CP3 teria mais do estilo corra e arremesse que era do Phoenix. Acho legal de todo modo o processo de reconstrução de uma equipe, vide o que ocorreu com o Bulls, ainda que leve tempo algumas vezes para isso ocorrer.

    Manchester United brincou demais nessa fase da Liga dos Campeões ao escalar times mistos nas duas primeiras rodadas. Depois, ter de correr atrás fica mais complicado. Além disso, achei o time do Basel bem arrumado, com Shaquiri um bom meia armador e o veterano Frei no ataque. Pode dar certo trabalho nas oitavas, mas é claro que Barcelona, Real Madrid e Bayern Munique pintam como favoritos para o título.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s