Notinhas de fim de semana


Antes de qualquer coisa, tenho que lembrar e destacar:

Parabéns Santa, o caminho ainda é longo. Mas o primeiro passo foi dado

Parabéns pelo acesso a Série C. E que continue no caminho certo. O lugar desse time é na Série A.

—————————————————————–

A primeira nota mesmo é um parabéns para o Luís Roberto.

Jogo quente, pegado, disputado e até violento entre Fluminense e Palmeiras. Alguém sopra pra ele no ponto que vão mostrar o penalti perdido pelo Cruzeiro. “Vamos mostrar então o lance lá de Sete Lagoas….não pessoal, segura aí que o jogo aqui está quente demais, se possível a gente mostra ao fim da partida!”.

10 segundos depois de falar o Fluminense sai num lance rápido pela esquerda e….CAIXA!

Li algo sobre essa coisa de ficar mostrando todos os lances de todos os jogos durante as partidas em algum lugar. Acho, acho, que foi no Tevezona.

Isso realmente irrita. Agora sai um lance “perigoso” num Botafogo e Atlético-PY e a Globo inventa de mostrar o lance. Pra que?

Não vai fazer diferença nenhuma pra transmissão! Ne mesmo mostrar os gols, porque fatalmente serão mostrados no intervalo, após a partida, no Fantástico, GE, seja lá onde for. Se o gol já saiu, informa e pronto.

Hoje somos bombardeados a todo instante com informações.

Algumas são úteis. A maioria, inútil.

Parece uma eternidade, mas há 12, 10 anos saíamos de casa sem celular. As notícias ainda demoravam numa internet que quase engatinhava se compararmos com hoje.

Mas isso não vem ao caso. Bola pra frente e parabéns pro Luís Roberto.

——————————————————————

Tenho um pouco de dó da RedeTV. Ontem passaram Liverpool e Manchester atrasado em 4 horas. Aliás, parece que eles só podem transmitir um jogo e é justamente esse horário (nosso) das 13:15, agora das 12:15. Nenhum clássico é jogado nesse horário. O horário tradicional lá é o das 11:45, o que seria o nosso 08:45.

Com isso sobram os jogos em VT ou então jogos “B”.

No italiano eles se deram um pouquinho melhor, já que transmitem 2 jogos por rodada.

O problema do italiano é outro. É a qualidade do campeonato. Hoje o Campeonato Italiano é o 4º mais importante da Europa. A qualidade das equipes médias é baixa. Os 4 jogos terminados em 0 x 0 hoje dão uma dimensão da emoção do torneio.

Não é a toa que a Alemanha passou a Itália nos coeficientes e a partir dessa temporada terá 4 vagas para a Liga dos Campeões. O Campeonato Alemão é hoje melhor que o Italiano. Se o poder de atração de jogadores e torcedores fora do país ainda é maior na Itália (o que já diminuiu bastante), os bons jogadores alemães, o equilíbrio médio (quando o Bayern não dispara), a presença de torcida (maior média do mundo) e os jogos sempre ofensivos contam e muito a favor do espetáculo alemão.

Hoje o Bayern bate de igual pra igual com os três manda chuvas da Itália no referente a atração de jogadores europeus. Não é a toa que Luca Toni foi parar na Alemanha em sua melhor fase. Não é a toa que o Bavária segura Sneijder Robben e Ribéry, Muller e Mario Gomes.

A boa geração alemã e o poder de atração de bons jogadores do leste europeu fazem com que as equipes médias sejam melhores que as equipes médias da Itália. O que resulta em melhores jogos. Isso num país em que o povo realmente é apaixonado por futebol. O resultado é um campeonato bom de se ver.

——————————————————————————————–

Vi hoje o jogo da Juventus, um 0x0 chato contra o chatíssimo Chievo.

A Juve melhorou absurdamente da temporada passada pra essa. Ainda há muito a se fazer, mas pelo menos já se tem um bom começo.

Não gosto da formação com o Chiellini na lateral esquerda. Ele é zagueiro de origem e muito limitado no apoio. Enquanto Lichtsteiner apoia bem pela direita, a Juve parece manca pela esquerda.

Antonio “lenda” Conte usa 0 esquema 4-1-4-1, onde o “primeiro 1” é Pirlo. Na teoria é ele o volantão da equipe. Não são muitas equipes que podem contar com um volante com tanta qualidade técnica. Marchisio e Vidal saem pelo meio, com o Marchisio voltando mais pra ajudar o Pirlo. Pepe cai pela esquerda e Krasic pela direita.

Não gostei dos 3 jogos que vi do Krasic. Tem estado muito abaixo da temporada passada, quando era a única válvula de escape do time. Já Vidal não se encaixou ainda. Não tem jogado nada bem o chileno, mas a ele pode ser dado um tempo para adaptação a equipe.

Vucinic joga isolado na frente. Joga quase que como pivô. Não a toa Marchisio é o artilheiro da Juve na temporada.

É um time melhor que o da temporada passada e quero crer que, a medida que o tempo passe, o entrosamento melhore. Vidal e Krasic são os que mais tem a evoluir.

Espero que, caso os dois que citei melhorem e se o Vucinic passar a ter alguem encostando mais nele, que pode ser o Quagliarella (machucado) a Juve tem chances de ser campeã. Até porque a Inter tem estado muito instável. E o Milan não me convenceu. Ainda.
——————————————————————————-

Fiz uma análise da Juve baseado no que vi, ou seja, 3 jogos. Também no que li sobre os jogos que não vi.

Até que não é tão difícil assim ser comentarista…fui bem?

Se não, esqueçam o que disse. Se fui bem vou mandar currículo pra Band Porque tá triste a situação. Horrível. Tenebrosa. Constrangedora.

No sábado é o Denílson tentando ser sério. No domingo é o Neto. Complicado.

—————————————————————————-

Quase ia me esquecendo, mas começou o Pan Americano de Guadalajara.

A competição é, sendo muito bonzinho, de 2º nível. Sendo mais realista, é uma competição de 3º nível, se você considerar que os americanos mandam times universtários e atletas jovens que estão despontando para o cenário mundial. Até o Canadá anda fazendo isso.

É claro que o Pan tem sua importância. Seria burrice dizer que não.

Há vários esportes que dão vaga olímpica através do Pan. E há sempre a oportunidade para que os atletas dos esportes menos valorizados sejam reconhecidos.

Uma pena que tenhamos que aguentar a transmissão da Record. Não gostei do que vi. E vi bastante.

Muitos errinhos, escorregões….e até de gente que “é do ramo”, como o Maurício Torres. Ontem ele narrou os “últimos 50 metros” de uma competição de natação. Apenas para descobrir que ainda havia mais 100 metros….E a Record News anda transmitindo “tudo quanto há” (como diria minha avó). E aí é complicado ver uma competição de ciclismo com um narrador que não entende bulhufas do assunto.

Ou pior ainda é assistir ao Taekwondo com o Éder Luis, que fica “narrando o placar”. Constrangedor.

Me parece que o suporte para os jornalistas também não é bom. Isso por parte da ODEPA. Parece que faltam mais “media notes”, que salvam os jornalistas. Parece também que as atualizações pela internet são bem “56kbps”.

Espero que isso melhore. Tomara que tenha sido apenas coisa de primeiro dia, nervosismo da estreia e tal.

Ficou claro também o quanto vai ficar devendo a estrutura da competição. O local da natação estava escuro. Demorou a confirmação do tempo dos atletas, nem dos vencedores. Os jogos de handebol são disputados num ginásio acanhado demais. O estádio de atletismo foi homologado sem estar terminado.

Aí fica complicado né.

—————————————————————-

Adílson Batista demitido não é nenhuma surpresa. A pressão da torcida era grande e mesmo a boa campanha não consegue suportar a duas coisas: implicância com o treinador e derrotas em momentos cruciais.

O São Paulo, com ou sem Adílson, poderia muito bem vencer os últimos jogos e ser campeão. Tem time pra isso.

Mas Adílson carrega uma aura de desconfiança consigo que é complicado de analisar. Nenhuma torcida gosta dele. Até onde ele não esteve ainda. Foi mal recebido aqui em BH, em São Paulo, em Santos e em Curitiba. E pra qualquer lugar que for, podem anotar, vai chegar tendo que aguentar uma pressão enorme da torcida, seja de qual for o clube.

Se, sempre ele, o famoso Se, o São Paulo tivesse vencido hoje ele ganharia uma sobrevida. Mas só. Cairia mais a frente. As críticas ao trabalho dele são 50% baseadas na fama de professor pardal do treinador.

Quem virá para assumir o rojão? Será Milton Cruz que irá levar o tricolor até o fim do campeonato?

A decisão será tomada, claro, depois de algumas doses de um bom uísque escocês.

E não agradará a torcida saopaulina. Podem escrever.

——————————————————————

Pra encerrar a nota triste do fim de semana. Pra quem aí está o vídeo do acidente terrível na prova de Las Vegas da FIndy.

A corrida não estava sendo transmitida ao vivo pela Band, mas não sabia do resultado e me sentei pra ver a corrida já que sou fã da categoria.

No momento do acidente vi que não era coisa simples. Acho que o Téo José foi informado durante a transmissão da morte do piloto inglês Dan Wheldon, ex-campeão da categoria. Dan é o primeiro carro a decolar após bater na traseira de outro carro. Ele bateu com o cockpit para baixo no muro e na tela de proteção.

Assisto FIndy desde que me entendo por gente, quando as corridas ainda eram no SBT. E já perdi a conta de quantos pilotos perderam a vida nesses anos todos. Um que sempre me vem a cabeça é Greg Moore, num acidente horrendo em Fontana.

Pelo que o Téo José informou os pilotos estavam receosos de um acidente mais grave. A inclinação das curvas é assustadora, chega a 20º. Quanto maior a inclinação maior a velocidade. Me lembro de uma corrida cancelada no último momento há alguns anos, depois que os pilotos reclamaram bastante da excessiva inclinação de uma curva. Até que houve um acidente no warm up e a prova foi cancelada.

Para o ano que vem a categoria sofrerá grandes mudanças. Já planejadas. Uma delas é uma proteção nos pneus traseiros para evitar essas “decolagens”.

O fato é que a FIndy ainda é muito mais insegura que as outras categorias. A velocidade assombrosa dos carros, as corridas em ovais “pé embaixo” o tempo todo é o maior motivo. As implementações tecnológicas são quase as mesmas da F1. O Hans, o “Santo Antonio”, os carros de fibra, os capacetes. A diferença maior é a violência dos acidentes devido a alta velocidade e os carros estarem sempre muito juntos. O que houve hoje foi um strike causado por um pequeno toque entre dois carros.

Uma fatalidade.

Dan era convidado e estava para retornar para a categoria ano que vem no lugar da Danica Patrick, que vai pra Nascar. Havia uma aposta, uma brincadeira com ele. Como não participava do campeonato ele largou em último e ganharia 2 milhões se vencesse a corrida.

Acabou perdendo a vida.

5 thoughts on “Notinhas de fim de semana

  1. 1-Ok, o Santa Cruz merece todos os elogios, a torcida faz a festa, mas muitos programas esportivos (inclusive da Sportv e da ESPN Brasil) omitiram os outros classificados à Série C, que foram o Oeste de Itápolis e o Cuiabá; Claro que o feito do Santa (e da torcida, que muitas vezes não lotou o estádio qdo o time estava na série A) chama a atenção, mas o campeonato não foi feito apenas para ele subir. Faltou respeito aos demais que subiram.

    2-Fui eu que disse sobre esse excesso de informações e o próprio Luiz Roberto (que é bom narrador, mas às vezes está muito parecido com o Galvão, opinando sobre tudo durante o jogo), é um dos que mais exagera nesses detalhes de “bolinha na tela” e outras coisas. É bom se tocarem às vezes que isso enche a paciência realmente. A Globo antigamente, mal informava sobre o outro jogo-praça que transmitia, só para se ter uma idéia; informar é necessário, mas nesse caso acontece um exagero realmente.

  2. 3- Não tenho dó da RedeTV! pois a qualidade da transmissão tb deixa a desejar muitas vezes, assim como acontece na Band (só de imaginar no tal de Neto é algo de embrulhar o estômago). Sobre o Campeonato Alemão concordo com você, só lembrando que o Sneijder está na Inter (acho que vc quis dizer Robben). Sua análise da Juve foi muito boa, ressaltando o papel do Pirlo (essa análise aqui ilustra bem: http://90minutos.org/2011/09/26/explicando-o-armador-recuado/); do time juventino não gosto do Pepe, apesar do papel tático dele em campo. O Krasic realmente caiu de rendimento, e um outro meia poderia ser contratado para o time.

    4- O Adilson veio com uma enorme rejeição e o time do SP tem carências que não são culpa dele (deixou os 2 melhores zagueiros saírem, não tem um primeiro volante de força, não tem um armador de chegada na frente, além do desinteresse do grupo de modo geral em vários momentos), mas o fato é que ele não soube fazer o time jogar e mudar seus conceitos como treinador; tentou implantar o mesmo esquema do Cruzeiro e não soube como proteger a defesa com isso. Jean é o único primeiro volante do elenco e não joga. Demorou a entrosar o time com um centroavante enquanto o Luis Fabiano não voltava, ou seja, também cometeu erros; apesar disso, pela tabela que o time tem, ainda tem chance de classificar para a Libertadores; como treinadores futuros, penso que o Dorival é um bom nome, o Felipão seria pela moral, mas tem vindo mal nos últimos anos; o Leão como “choque” poderia ser uma opção e até mesmo o Luxemburgo seria uma opção, desde que pense como treinador.

    5- O mesmo que você falou do Pan, serve para Indy; é uma competição de segunda linha e infelizmente os carros não tem a segurança necessária muitas vezes. Ganhou espaço no Brasil pelo vácuo da F-1 pós Senna, mas é uma categoria apenas razoável (apesar de que concordo sempre com o Marco que reclama do tratamento porco dado pela “transmissão” da Band – comprou, deveria exibir, integralmente). Pena o acidente com o Wheldon, que era um bom piloto.

    6 – Não vi nada do Pan, pretendo analisar mais para a frente, mas esse ufanismo da Record me afasta de qq análise mais profunda.Sobre sua opinião, concordo plenamente.

  3. Pois é Alexandre, já perdi o nº de vezes que reclamei do tratamento que a Band dá a Indy. Acho que vou a apelidar a transmissão de F. Depende: depende do horário, do futebol, do desempenho dos brasucas, do sol, da chuva, do humor dos diretores… Caramba!!! Nem o Band Sports transmite ao vivo. E depois, quando a corrida é no Brasil eles fazem aquele carnaval todo. Ah!!!
    Sobre o acidente… Eu estava vendo o VT e lembro disso que o Renan escreveu, do Téo falar que os pilotos estavam preocupados, do bolo de carros no pelotão intermediário… Numa hora lá, na frente, 2 carros tocaram os pneus. Eu achei que fosse dar o strike. Mas acabaram se ajeitando. Umas voltas depois e ocorreu o infeliz acidente. Mas, francamente, era previsível. Oval já não me agrada pela monotonia. Eu gosto mesmo é de retas e curvas. Mas nem vou falar mais disso, vou bater no quesito SEGURANÇA. Sem área de escape não dá. O carro bate no muro e volta. E aí ocorre o óbvio. Podem pegar o vídeo do acidente do Zanardi. Quem tá atrás não consegue desviar. E dá nisso. Infelizmente o interesse pela audiência e sei lá mais o que está acima da vida dos pilotos.
    Lamentável!

  4. O jogo entre Juve e Chievo foi bem chatinho mesmo. Não consegui ver mais que uns 20 minutos. E isso vale pra muitos jogos do Italiano, Alemão, Inglês, Espanhol… Tudo bem que existem alguns times como o Barça, Bayern, M. United, Real, Liverpool, mas o resto é o resto. Muitos KMs atrás. Mas grande parte da imprensa deslumbrada trata o futebol europeu como se tivessem 30 Barcelonas lá.
    Queria muito pegar esses caras e trancar numa sala com uma TV passando jogos do Wolverhampton , Lecce, Osasuña, Augsburgo e outros menos votados.
    Menos, menos…

    O mesmo “menos” vale pra parte dos “cornetaristas” que agora descobriram o Botafogo. Os mesmos que nem lembravam do clube no início do campeonato. E os mesmos que descobrem um favorito a cada 2 semanas. Assim é fácil ser comentarista. Também vou mandar meu currículo pra Band😆

    O SPFC já perdeu a aura de clube bem administrado. O Adílson é o 4º técnico demitido nos últimos 14 meses. Ok, ele não é tudo isso. Mas será que a culpa é só dos técnicos? Qual técnico do planeta daria jeito no Palmeiras ou no Atlético MG??

  5. Valeu pela dica Alexandre. Eu não consigo acertar essa maldita dupla Robben-Sneijder mas nem que a vaca tussa! Sempre troco! E quando não reviso o texto dá nisso ai!

    Alexandre: realmente a presença do Santa Cruz acaba ofuscando os outros clubes. Acaba ofuscando a própria deficiência do modelo “Série C e D”. Destaco o Santa pq não é qualquer clube que mantém as médias que ele sempre mantém. O Santa sempre tem uma média alta, e esse anos difíceis só fizeram aumentá-la ainda mais. E´claro que numa Série A, apanhando quase todo jogo a média cai um pouco, mas mesmo assim fica “acima dá média” do campeonato.
    O Pepe também não me agrada. O fato da Juve ser líder mesmo tendo Pepe, Krasic e Chiellini abaixo do que podem jogar é mais um fator que aumenta minhas esperanças!😉
    Sobre o Adílson você foi perfeito.

    Sobre a Indy, ela é uma competição “B” mesmo nos EUA. É claro que atrai bons pilotos e tal, mas não se compara a Nascar.
    Sobre a segurança, vou fazer um post sobre isso.
    Existe uma coisa que mata mais que tudo: as cercas. Aquelas cercas que tem pra segurar os detritos e impedi-los de nao cair no público. Ela também segura os carros. Foi isso que matou o Wheldon e vários outros antes dele.

    E a FIndy tem uma coisa que não me conformo: GRAMA como área de ESCAPE. Se “pra fora” temos o muro, pra dentro temos uma coisa que faz os carros escorregarem e ganharem ainda mais velocidade, além de diminuir a eficiência dos freios. Alguém me explica o porque ainda há grama nesses malditos circuitos americanos?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s